17:00 | 21/07/2017
Publicado por: Link Conquista

No dia a dia do conquistense, eventualmente nos deparamos com alguns monumentos pela nossa cidade, embora às vezes nem sabemos do que se trata a homenagem.

Você conhece todos esses monumentos que estão espalhados por Vitória da Conquista?

1- MONUMENTO A GETÚLIO VARGAS

O monumento a Getúlio Vargas foi erguido na Serra do Marçal, à margem da Rodovia Ilhéus–Lapa, a 18 km da zona urbana de Vitória da Conquista. Marca a inauguração desse trecho da rodovia, realizada no dia 31 de agosto de 1950. A solenidade contou com a participação do então presidente Getúlio Vargas, que ficou hospedado no “Hotel Albatroz”, em Conquista.

 

 

2- MONUMENTO A GLAUBER ROCHA

O ex-prefeito de Vitória da Conquista, Murilo Mármore, um amante do cinema, resolveu homenagear o conquistense Glauber Rocha com um monumento. Trata-se de um projeto em forma de pirâmide que fica localizado na Avenida Brumado. A intenção do governante foi boa, porém faltou recurso para a conclusão da obra.

 

 

Continua após a publicidade



3- CRISTO

Erguido no alto da Serra do Periperi, foi inaugurado em 1980. Além da mensagem religiosa, a imagem de Cristo, com feições nordestinas, lembra a situação econômica e social da população sertaneja, que sofre com a seca, a fome, o trabalho duro e a miséria. A obra é do escultor Mário Cravo.

 

 

4- MONUMENTO AOS CHEGANTES

O Monumento aos Imigrantes foi erguido na praça Mármore Neto. É formado por uma grande estátua de concreto com armadura em ferro, tendo do lado esquerdo, na altura do coração, o mapa de Vitória da Conquista. O monumento presta uma homenagem a todas as pessoas que não nasceram em Conquista, mas que adotaram a cidade. Também representa o agradecimento do povo conquistense àqueles que vieram de outros lugares e ajudaram a desenvolver o Município. Foi construído na gestão Murilo Mármore.

 

 

5- MONUMENTO AO ÍNDIO

Localizado na praça Caixeiros Viajantes, o Monumento ao Índio foi inaugurado em 5 de junho de 2000. Presta uma homenagem aos povos indígenas, especialmente aqueles que habitaram a região de Vitória da Conquista e que foram dizimados pelos colonizadores. Trazendo um elemento típico do cotidiano indígena – a flecha –, o objetivo é lembrar a riqueza histórica, cultural e humana dos índios.

 

Gostou? Então mande esse post para seus amigos!

Ou então marque-os nos comentários aí embaixo. 😀

E não se esqueça de nos seguir nas redes sociais: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Gostou desse post?
Participe você também!
Envie sua sugestão pelo WhatsApp 77 9 8852-7419.
Fique atualizado!
Siga o Partiu Conquista nas redes sociais:
Compartilhe essa matéria
Siga o Partiu Conquista
publicidade